Lula da Silva denuncia esforços para impedir que se candidate à Presidência
AP Photo/Eraldo Peres
Página principal Síntese, China, Donald Trump, EUA

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Eleições presidenciais terão lugar em 2018

Em um comício no sertão da Paraíba, Luiz Inácio Lula da Silva se lançou na arena eleitoral de 2018, denunciando publicamente que estão sendo realizados esforços para o impedir de voltar a se candidatar à Presidência do país. Lula criticou o governo de Michel Temer e afirmou que está disposto a lutar contra os seus oponentes – se referindo à disputa eleitoral.

Divulgação de dados atualizados quanto a inflação no Reino Unido

Novos dados irão mostrar se os preços ainda se encontram próximos da meta do Banco de Inglaterra de 2% (alcançaram 1,8% em janeiro). O Banco de Inglaterra avançou na semana passada que preços mais elevados poderão conduzir a “redução de apoio através da política monetária”.

Shinzo Abe visita Bruxelas

O primeiro-ministro do Japão irá se encontrar com líderes da União Europeia para discutir um acordo comercial na esteira da abortada Parceria Trans-Pacífico. O Japão e a UE pretendem promover o comércio livre enquanto a administração Trump procura abraçar o protecionismo.

Mobike chinesa se torna global

A start-up em rápido crescimento será lançada em Singapura, abrindo uma nova frente em um mercado que se encontra cada vez mais saturado. As bicicletas da Mobike se distinguem, entre outros aspetos, por deterem rastreador GPS.

Ivanka Trump passará tendo escritório na Ala Oeste da Casa Branca

A filha do presidente dos EUA será uma presença regular na Casa Branca. Alguns questionaram, de imediato, a ética da medida considerando que Ivanka não tem um papel oficial na administração. A mesma também deverá receber habilitação de segurança – que garante acesso a informação confidencial – e dispositivos de comunicação aprovados pelo governo.

EUA proíbem eletrônica a bordo de algumas rotas de/para o Oriente Médio

As autoridades avançaram que a medida é tomada por razões de segurança. A Saudia Airlines e a Royal Jordanian publicaram tweets avançando que dispositivos como computadores portáteis e iPads não serão permitidos na área dos passageiros em voos de e para os EUA. Aparentemente os celulares e dispositivos médicos serão permitidos.

Calendário Econômico

  • 06:30 (GBP) IPC (Anual) (Fev)
  • 07:00 (GBP) Discurso de Carney, Gov do BoE
  • 09:30 (CAD) Núcleo de Vendas no Varejo (Mensal) (Jan)
Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar