Como saber se o seu computador foi alvo de «cryptojacking»
Página principal Tecnologia, Criptomoedas
Tema do momento
19 Novembro
1439 1k

Estará o seu computador minerando criptomoedas sem o seu conhecimento? Saiba se é esse o caso e o que pode fazer para se proteger.

Nos dias de hoje não é incomum ouvir histórias que envolvem o acesso de hackers às criptomoedas de alguém com recurso a meios nefastos. De fato, o cryptojacking se tornou rapidamente uma das maiores ameaças para os HODLers de todo o mundo. No entanto, muitos nem têm noção do quão expostos estão a esses perigos todos os dias. Assim, sem mais delongas, vamos diretos ao assunto: saiba como se proteger de potencial cryptojacking com os pontos que se seguem.

«Cryptojacking»: os fundamentos

Antes de avançarmos é essencial que compreenda as bases do cryptojacking. Na sua essência, o cryptojacking é o termo usado para descrever qualquer tipo de atividade maliciosa que envolva o acesso de terceiro(s) aos recursos de outro indivíduo — às suas criptomoedas (furto direto) ou a dispositivos seus (recursos informáticos) para a mineração de criptomoedas (o que poderá conduzir a exponencial aumento da sua conta de eletricidade).

Como saber se foi alvo de «cryptojacking»?

Um dos primeiros sinais a observar: o seu computador se encontra mais quente do que o habitual — ou está fazendo mais barulho que de costume? Poderão ser indícios de utilização excessiva. Em simultâneo, pode também verificar o monitor de recursos do seu computador e observar a «utilização do computador quando se encontra inativo». Se estiver funcionando a plena capacidade sem razão para tal então poderá ter a certeza de que está perdendo recursos.

Por fim, existe também um teste online gratuito para verificação. O mesmo considera o desempenho do seu sistema e lhe dá a conhecer se o seu computador está sendo usado para alguma atividade suspeita ou não.

Como se pode proteger de «cryptojackers»

Os cryptojackers partilham frequentemente táticas semelhantes quando se trata de infetar o computador de alguém com malware: muitos hackers executam scripts maliciosos em páginas comuns que poderá visitar com frequência — ou procuram infetar o seu computador o levando a clicar em ligações suspeitas.

Para evitar essa situação pode recorrer a um bom antivírus — se destacando que várias empresas já atualizaram os seus antivírus para que incluam proteção contra bugs e malware relacionado com criptomoedas.

Além disso, se um cryptojacker tiver embutido algum código no seu navegador, a sua melhor opção será desinstalar ou atualizar o seu navegador. Ou então também pode usar bloqueadores como o minerBlock, o No Coin e o Coin-Hive Blocker para manter os cryptojackers à distância.

Esperamos que a informação seja útil. Se mantenha protegido, se mantenha seguro.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar