Página principal Notícias, Bitcoin, Investimento em criptomoedas, Criptomoedas
Tema do momento
10 de Agosto de 2017
728 728

O Goldman Sachs (NYSE: GS) reconheceu, em uma nota enviada aos seus clientes, que se está tornando difícil para investidores institucionais ignorar o mercado de criptomoedas – com o total dos seus ativos crescendo para 120 bilhões de dólares e a Bitcoin subindo mais de 200% este ano.

“Quer acredite quer não no mérito de investir em critpomoedas, está se movendo muito dinheiro [no mercado de criptomoedas].” – escreveram analistas do grupo financeiro, incluindo Robert Boroujerdi e Jessica Binder Graham, na nota de Q&A (perguntas e respostas) enviada recentemente aos seus clientes.

O debate passou, assim, da legitimidade do “dinheiro da internet” para o quão rápido novos participantes estão reunindo fundos. A Bitcoin (Bitcoin) vale hoje 3.392,04 dólares (08:15 de Brasília) quando há um ano valia ao redor de 595 dólares – e a sua capitalização de mercado é superior a 16 bilhões de dólares. Como ignorar?

É essa a questão implícita na nota enviada pelo grupo financeiro. Foram respondidas diversas questões – Como negociar criptomoedas nos EUA? São as criptomoedas uma moeda ou uma commodity? Em que consiste a Ethereum? Em que consiste uma Initial Coin Offering? – se destacando a resposta a:

São as criptomoedas uma moeda ou uma commodity?

“As criptomoedas têm atributos de moedas na medida em que surgem como meio de troca – e de uma commodity pois são um recurso limitado. A sua classificação varia de país para país. Nos EUA, por exemplo, as moedas virtuais são tratadas como propriedade para efeitos fiscais.”

Fonte: Fortune

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar