Página principal Notícias, Mineração, Criptomoedas
Tema do momento
31 de Janeiro de 2018
2407 2k

O segmento de semicondutores da Samsung (LSEIOB: SMSN) está crescendo — se destacando que a empresa ultrapassou recentemente a Intel e é hoje a maior fabricante de chips do mundo. Porém, a empresa sul-coreana não quer ficar por aí: quer expandir a sua atividade para um mercado atualmente em voga no que a processadores diz respeito: a mineração de criptomoedas.

De acordo com o avançado pela TechCrunch, a Samsung confirmou que se encontra no processo de produzir hardware especificamente desenhado para a mineração de criptomoedas como a Bitcoin e a Ethereum. De acordo com porta-voz da empresa em entrevista à TechCrunch a Samsung “está envolvida na produção de chips para mineração de criptomoedas.”

Esses chips são conhecidos como ASIC, Application Specific Integrated Circuits. Os ASIC são processadores que foram desenhados especificamente para uma só tarefa computacional — ao contrário dos processadores multi-usos utilizados em computadores e celulares. Com a valorização das criptomoedas disparando, também aumentou a demanda por este tipo de chips.

No caso concreto da Bitcoin (Bitcoin) se destaca que a criptomoeda é criada com a resolução de problemas matemáticos complexos — cálculos que também mantêm a integridade das transações com bitcoins. À medida que mais bitcoins são mineradas, os problemas matemáticos se tornam cada vez mais difíceis de resolver.

Tal levou a que os mineiros passassem do recurso a placas gráficas integradas para o recurso a GPU para jogos e agora a ASIC — criados especificamente para esse efeito.

Não é claro que tipo de produtos a Samsung irá criar mas de acordo com meios locais a empresa irá trabalhar com a TSMC (Taiwan). A TSMC fornece chips para empresas criadas especificamente para a mineração de criptomoedas, incluindo a chinesa Bitmain. Atender à demanda por esses chips levou a aumento da receita trimestral da TSMC na ordem de 350-400 milhões de dólares.

Fonte: The Verge

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar