Página principal Notícias, Criptomoedas
Tema do momento
6 de Fevereiro de 2018
285 285

O vice-primeiro ministro de Singapura, Tharman Shanmugaratnam, avançou alguns comentários em torno do compromisso do governo de “não proibir” as criptomoedas como parte dos seus futuros planos ao nível da regulamentação desse mercado.

“A autoridade monetária de Singapura tem estudado de perto os desenvolvimentos e potenciais riscos que [as criptomoedas] colocam. Por agora não existem razões para proibir a negociação de criptomoedas aqui.” — Afirmou Shanmugaratnam.

E completou:

“Porém, sujeitaremos todos aqueles envolvidos como intermediários às nossas regulamentações contra branqueamento de capitais. E relembraremos os cidadãos de Singapura que podem perder tudo investindo em criptomoedas.”

Tal como o Japão, Singapura se tem destacado como ambiente permissivo para inovação neste setor. Em contraste com a China e a Indonésia, a cidade-estado quer apostar na blockchain como parte da sua tentativa de se tornar um hub global de tecnologia.

Referindo as diferenças entre Singapura e os seus países vizinhos, Shanmugaratnam notou que os volumes envolvidos (ao nível da negociação) são comparativamente menores e a exposição ao sistema financeiro respetivamente insignificante.

“Por agora, a natureza e escala da negociação de criptomoedas em Singapura não representa riscos à segurança e integridade do nosso sistema financeiro. (…) O sistema bancário de Singapura não tem exposição significativa a entidades globais e locais lidando com criptomoedas.”

E concluiu:

“Não temos, assim, preocupações com riscos sistêmicos amplos no que diz respeito às criptomoedas.”

Fonte: Cointelegraph

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar