Página principal Notícias, Criptomoedas, EUA
Tema do momento
6 Junho
188 188

Algumas universidades da costa leste dos Estados Unidos começaram realizando pequenos investimentos em fundos de cobertura de criptomoedas.

«Temos observado o envolvimento de algumas instituições acadêmicas […] de forma limitada por razões estratégicas. Não posso avançar nomes […] mas vemos interesse [de faculdades] essencialmente da costa leste […].» — John Lore, fundador do Capital Fund Law Group.

O Capital Fund Law Group, sediado em Nova Iorque, oferece serviços jurídicos para a indústria de fundos de cobertura — se destacando que apoiou a criação de cerca de 30 fundos de cobertura de criptomoedas no ano passado. De acordo com Lore, a maioria do investimento nestes novos fundos surge de «indivíduos com elevada renda».

«Sim, há investidores, mas nesta altura estão colocando porcentagens muito pequenas do seu patrimônio líquido como seria de esperar e como acredito ser apropriado,» afirmou.

Declarou não esperar ver investidores institucionais, como fundos de pensões, investindo no mercado de criptomoedas em breve devido a incerteza em torno de regulamentação e à falta de histórico de resultados para muitos fundos. Porém, abre uma exceção para as universidades — que têm vindo se interessando pelas criptomoedas e pela tecnologia blockchain que as sustenta.

Se destaca, de fato, que um dos responsáveis pelo desenvolvimento da Ethereum ajudou a configurar blockchains nas universidades de Edimburgo e Tóquio, a Ripple anunciou esta semana um fundo de 50 milhões de dólares para pesquisas universitárias em torno da blockchain e universidades de topo estão introduzindo cursos focados na tecnologia, incluindo Cambridge e Oxford.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar