Página principal Notícias, Plataformas de criptomoedas, Criptomoedas
Tema do momento
30 de Outubro de 2018
69 69

A Coincheck, plataforma de câmbio de criptomoedas vítima do maior furto registrado na história da indústria, anunciou a reabertura da possibilidade de registro de novos usuários e o retomar de serviços de negociação limitados.

A plataforma sediada em Tóquio, que perdeu o equivalente a 530 milhões de dólares em tokens NEM depois de um hacker ter violado uma das suas carteiras em janeiro, avançou a notícia nove meses depois de o ataque cibernético ter tornado o seu nome infame.

De acordo com o comunicado da plataforma os residentes japoneses que passarem a verificação Know Your Customer (KYC) da mesma podem abrir de imediato novas contas e negociar entre quatro criptomoedas: Bitcoin, Bitcoin Cash, Litecoin e Ethereum Classic.

Até agora os atuais clientes da plataforma podiam comprar e vender bitcoins, mas todos os outros mercados continuavam fechados — e no futuro a mesma pretende retomar a negociação de mais cinco altcoins: Ethereum, Ripple, NEM, Lisk e Factom.

Se destaca que a Coincheck se encontra agora sob nova gestão — após aquisição pela empresa de serviços financeiros Monex Group.

Fonte: CCN

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar