Que plataforma de câmbio de criptomoedas usar?
Página principal Tutoriais, Investimento em criptomoedas
Tema do momento
5 Abril
3420 3k

São vários os tipos de plataformas de câmbio de criptomoedas, bastante distintos entre si. Analisamos cada um deles para que possa escolher de forma ponderada.

Uma das maiores dificuldades no investimento em criptomoedas se prende com o fato de os investidores geralmente terem de recorrer a várias plataformas de câmbio para tal.

Algumas plataformas oferecem uma seleção limitada de pares de criptomoedas com moedas «tradicionais», outras oferecem uma ampla variedade de criptomoedas mas apenas depois de estas terem alcançado alguma maturidade no mercado e outras só oferecem criptomoedas novas, sem provas dadas.

Assim, existem três principais categorias de plataformas de câmbio de criptomoedas: as plataformas que oferecem câmbio de moedas «tradicionais» por criptomoedas, as plataformas que oferecem ampla variedade de criptomoedas estabelecidas e as plataformas que oferecem criptomoedas novas no mercado. Vamos analisar cada uma.

Plataformas que oferecem câmbio de moedas «tradicionais» por criptomoedas

Esta categoria inclui plataformas de câmbio de criptomoedas bem conhecidas como a Coinbase ou a Gemini, bem como algumas novas como a COSS. Estas plataformas permitem a compra direta de criptomoedas com moeda «tradicional», como dólares ou reais, e são uma componente crítica do ecossistema de criptomoedas. A desvantagem destas plataformas é que geralmente têm uma seleção muito limitada de criptomoedas disponíveis para compra.

Uma vez que aceitam moeda «tradicional» estas plataformas se encontram sob muito maior escrutínio — e procuram agir em conformidade com todas as regulamentações estabelecidas. São, assim, muito lentas a acrescentar novas criptomoedas, uma vez que têm de confirmar de forma rigorosa se correspondem a projetos legítimos que cumpram a lei. Mais: os usuários destas plataformas têm geralmente de passar por processos Know Your Customer (KYC) detalhados.

Se um investidor só estiver interessado em projetos grandes e estabelecidos apenas precisa de recorrer a este tipo de plataformas. Por outro lado, os investidores que procurem maior risco e maior recompensa usam geralmente estas plataformas para comprar Bitcoin (Bitcoin) ou Ethereum (ETH/USD), criptomoedas de referência, que utilizarão depois para comprar altcoins em outro tipo de plataforma de câmbio de criptomoedas — ver as descrições que se seguem.

Plataformas que oferecem ampla variedade de criptomoedas estabelecidas

Esta categoria inclui plataformas de câmbio de criptomoedas como a Binance e a Kucoin. Estas plataformas só oferecem pares de negociação entre criptomoedas. Assim, por exemplo, para poder comprar ChainLink precisa de deter uma das outras criptomoedas com a qual esta se encontre emparelhada, como a Bitcoin ou a Ethereum.

Estas plataformas de câmbio são mais descontraídas em termos de conformidade regulatória e processos KYC — uma vez que não aceitam diretamente moeda «tradicional» por parte dos usuários. Ainda assim, estas plataformas tendem a só acrescentar à sua listagem criptomoedas que tenham alcançado um certo nível de legitimidade no mercado.

Plataformas que oferecem criptomoedas novas no mercado

Esta categoria inclui plataformas de câmbio de criptomoedas como a IDEX — que também só oferecem pares de negociação com criptomoedas (sem moedas «tradicionais»).

Estas plataformas não armazenam informação dos usuários — nem conservam ativos em servidores centrais. Isso significa que caso se verifique quebra de segurança hackers não serão capazes de roubar fundos. Se trata de uma vantagem frente às plataformas mencionadas anteriormente que, como a história tem mostrado, se encontram vulneráveis a hackers.

São também as plataformas mais flexíveis em termos de conformidade regulatória e costumam oferecer uma experiência totalmente anônima para os seus usuários.

É geralmente nestas plataformas que se listam novas criptomoedas. Se trata de uma espada de dois gumes: estas plataformas permitem que investidores apostem na fase inicial de projetos promissores, mas também deixam os investidores vulneráveis a projetos fraudulentos que não chegariam às plataformas acima mencionadas. São apenas recomendadas a usuários que tenham realizado ampla pesquisa antes de investir.

Conclusão

Agora que conhece cada tipo de plataforma de câmbio de criptomoedas pode decidir qual a sua favorita dentro de cada categoria, atravessando todo o processo do início ao fim. Geralmente, o fluxo de compra tem início em uma plataforma compatível com moeda «tradicional» e termina em um dos outros dois tipos de plataformas. O saque de fundos, por sua vez, segue a direção oposta, começando em uma plataforma de câmbio que ofereça maior variedade de criptomoedas e terminando em plataforma compatível com moeda «tradicional».

Porém, à medida que o ecossistema de criptomoedas amadurece estas relações poderão mudar — com plataformas de câmbio que ofereçam criptomoedas novas no mercado a acrescentarem mais recursos, como pares com moedas «tradicionais».

Fonte: Hackernoon

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente